Archive for the 'Sem categoria' Category

Energy – News that can change the History

electricity industry pollution smoke

Photo by Pixabay on Pexels.com

by Hermom

A few days ago I read pieces of news that in the next decades some countries will have 100% of their energy clean.

In California, for example, the local government announced that until 2030, all of the energy produced at this state must be renewable.

A recent initiative was to improve benefits and supports for all consumers that want to insert solar panels like an option to produce and to consume energy.

In this new scenario, a consumer can produce energy for themself and in many cases to produce energy for other consumers too, when the balance of energy consumed will be less than that produced.

Specialists call these new players in the energy market of prossumers, a word that means the junction between a producer and a consumer at the same time.

For me, this piece of news is very important because it represents opportunities to apply some pieces of knowledge acquired during my professional and academic experience over the years.

Moreover, initiatives like that can be an important solution to solve problems like the decrease in air pollution and diseases relationship with this type of energy production.

Additionally, a new matrix of clean energy must be more efficient than another type of mechanisms of energy production like oil and coal that are responsible for the increase in the climate changes.

Anúncios

Porque germânicos? Uma questão pessoal de tradução.

by Mr. Moreira

administration architecture berlin building

Photo by Ingo Joseph on Pexels.com

“Foi para sustentar essa guerra que os hiperbórios primeiro se dividiram em classes e elegeram um chefe supremo, o Herr-mann, Herman ou Gherman, senhor dos homens, vindo daí o apelativo generalizado de germanos.” Livro, O quarto Império

    Já há algum tempo tenho a curiosidade de entender a etimologia da palavra “germânico”, uma vez que muitas pessoas confundem meu nome com Herman, ou Hermam, o que é bem difícil de entender e depois claro, de explicar.

      Para aumentar a minha curiosidade, conheci no doutorado um colega do Equador que se chama Gérman, mas prefere ser chamado de Israel. Agora entendo bem esta confusão. Mesmo tendo um monte de leituras prioritárias, não poderia perder a oportunidade de registrar isso aqui.

        A primeira coisa que digo às pessoas quando fica na dúvida sobre como pronunciar meu nome é que, primeiro: não é brasileiro, é bíblico. Claro que isso eu descobri, pela primeira vez que perguntei ao meu pai de onde ele tinha tirado aquele nome e ele disse que era do Salmo 133:

      Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre. Salmos 133:1-3

     Pois bem, agora menos confuso e com um certo orgulho de saber que eu já era famoso há muito tempo, sic… entendi que, em primeiro lugar, que meu nome não tinha nada a ver com a maionese Hellmanns, nem com o Herman da família Adams.

     Confesso que antes de pesquisar o nome em um dicionário e em um mapa bíblico e saber do belo significado do nome Hermom, não tinha nem ideia que o tal monte está lá até hoje, não obstante a fé remover montanhas.

     Enfim, coisas salutares podem acontecer quando o antigo e o moderno se juntam em um mesmo lugar: um notebook com sinal de internet. Imaginem, com um passar de olho em um livro digitalizado de 1935, de um autor brasileiro esquecido no tempo, fui encontrar o real significado do que NÃO significa o meu nome.

     Fico um pouco mais feliz agora, #SQN muito pelo menos até conhecer pessoalmente esse tal Hermom, na tríplice fronteira entre Israel, Líbano e Síria, mas por transferir essa confusão agora para o @Google e corretores ortográficos dos digital writers.

     – Mas qual a confusão? – Aquela com relação ao fim do nome. Se termina com “m” ou com “n”. Digitando Hermom com “m” no final, o corretor ortográfico entende que você gostaria de pesquisar sobre (a mãe dela –  her mom – “sua mãe”). Daí quando você lê uma Bíblia, tipo uma versão King James, temos Hermon, com “n” no final. Já uma tradução João Ferreira de Almeida, Hermom com “m”. Não se fazem mais tradutores como antigamente.

   Portanto, no Brasil sou o Hermom! Fora do Brasil:

   Nice to meet you: Mr. Moreira!

A primeira Professora: Mãe!

mae 2

Nossos artigos de autoria e coautoria em #protecao e #emergencia

Minicurso de Latex Setembro – 2017 – Uma visão Geral sobre a ferramenta de edição de textos

Clique no link abaixo para acessar a apresentação.

Minicurso LATEX Hermom

Artigo publicado no World Energy Council – Istambul – Turquia

http://www.wec2016istanbul.org.tr/ok

 

Sistemas de energia alternativos – Energia Solar – Entrevista com Engº Hermom Leal

http://g1.globo.com/mato-grosso/bom-dia-mt/videos/t/edicoes/v/conheca-os-detalhes-de-sistemas-de-energia-alternativos/4078205/

Reportagem sobre Sistemas Alternativos de Energia

Reportagem sobre Sistemas Alternativos de Energia


Posts

Engº Hermom Leal

Engenheiro, professor e pesquisador

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: